A proteção do oceano na Convenção da Diversidade Biológica da ONU

Publicado em: 28/11/2022 emDestaque

,
Novidades

Entre os dias 07 e 19 de dezembro será realizada em Montreal, no Canadá, a 15ª conferência #COP15 da Convenção da Diversidade Biológica (CDB). Este encontro representa uma excelente oportunidade para os líderes mundiais darem um passo decisivo no sentido de fazerem verdadeiras mudanças pelo oceano e pelo planeta. Nós do Projeto Ilhas do Rio, como membros da rede Rise Up para a conservação marinha, estamos juntos com diversas outras instituições mundo afora para encaminhar as seguintes demandas:

1. A COP15 deve adotar a meta #30×30 da Década do Oceano da ONU: uma rede mundial de áreas marinhas protegidas #AMP e de zonas protegidas de Povos Indígenas e Comunidades Locais (PICL) que permita benefícios climáticos, de segurança alimentar, de sustento e de biodiversidade. 

 2. Desde tempos imemoriais que os PICL são os principais guardiões da biodiversidade. Só é possível garantir um futuro justo e sustentável para o oceano se defendermos e reforçarmos os direitos dos PICL. 

 3. Na COP15 da CDB, as Partes devem criar mecanismos financeiros mundiais ambiciosos que permitam aplicar efetivamente a legislação nas novas e nas atuais AMP, particularmente nas pequenas ilhas e nos Estados em desenvolvimento. 

4. Todos, sem exceção, dependemos do oceano de alguma maneira. No entanto, o oceano continua a ser pouco relevante na agenda política mundial. Os Chefes de Estado devem dar um passo em frente e mostrar ambição na COP15.

Assine também a petição!

O Oceano cobre mais de 70% do nosso planeta, mas apenas 2,4% está totalmente ou altamente protegido dos impactos da pesca. Exorte os líderes mundiais na #COP15 a proteger 30% do oceano até 2030. Assine a petição 30×30 agora ✍️