Projeto Ilhas do Rio promove Exposição no AquaRio

Publicado em: 20/01/2021 emDestaque

,
Novidades

Mostra fica em cartaz de janeiro a março trazendo fotos e vídeos inéditos da fauna e flora marinha e terrestre da Unidade de Conservação, localizada no litoral da zona sul carioca.

Neste verão, turistas e cariocas têm um motivo a mais para ir ao AquaRio, o maior aquário marinho da América do Sul. Em parceria com a instituição – que atualmente está funcionando com 50% de sua capacidade, seguindo os decretos estaduais e municipais – o Projeto Ilhas do Rio promove uma mostra com fotos e vídeos trazendo imagens inéditas e exclusivas sobre a “Biodiversidade do Monumento Natural das Ilhas Cagarras” (MONA Cagarras) para o público se encantar com a fauna e a flora da 1ª Unidade de Conservação marinha de proteção integral da cidade do Rio de Janeiro, distante apenas 5km da orla de Ipanema.

O acervo conta com cerca de 50 imagens tiradas durante o trabalho de campo dos pesquisadores e colaboradores do Projeto Ilhas do Rio, que desde 2011 vem fazendo um levantamento minucioso de animais e plantas que habitam a região, formada por quatro ilhas – Ilhas Cagarra, Redonda, Comprida e das Palmas – e duas ilhotas – Filhote da Cagarra e Filhote da Redonda.

Através dos registros é possível observar detalhes de espécies raras ou até mesmo ameaçadas de extinção e conferir cliques de ilustres visitantes das ilhas como baleias, tartarugas e golfinhos. É lá também que mais de 5 mil fragatas fazem seus ninhos e criam seus filhotes, número que coloca a Ilha Redonda como um dos maiores ninhais de fragatas do Atlântico Sul. Suas florestas guardam remanescentes da Mata Atlântica, onde o projeto já registrou mais de 150 espécies de árvores a ervas. E suas águas são também refúgio para peixes recifais, corais, algas e esponjas de relevante importância econômica e científica.

Alguns deles poderão ser vistos ao vivo nos tanques do AquaRio. É o caso da moréia-verde, do cavalo-marinho, da raia-viola-de-cara-curta, do tubarão-lixa e do peixe-morcego. Além de invertebrados famosos, como o coral-cérebro, que desempenha papel importante na construção dos ambientes recifais, estrelas-do-mar e o ouriço-de-espinho-longo. Através de um QR Code, os visitantes serão direcionados ao site do projeto onde poderão ter mais informações de cada uma dessas espécies encontradas no MONA Cagarras.

Outra atração à parte são os sons que os animais emitem para reconhecer os indivíduos e seu próprio grupo. Por meio da vocalização, os animais se comunicam e expressam comportamentos sociais, como os rituais de acasalamento, cuidados com os jovens e defesa de território. Com a atividade sonora, o público poderá ouvir a biodiversidade do MONA Cagarras e compreender a importância da vocalização da natureza.

🗓 20 de janeiro a 12 de março

📍AquaRio – Porto Maravilha – Rio de Janeiro

🕓 Horários:
segunda a sexta – 9h às 16
sábados e feriados – 9h às 18h
abertura para associados – 8h30